segunda-feira, outubro 17, 2005

A rapariga "invisivel" (continuação)...

Escrito numa aula de psicologia…
Estou apaixonado…e nestes últimos dias tenho vindo a me apaixonar cada vez mais por ti, não é que eu já não o tivesse, é que agora esta mais presente do que nunca. É que tu conquistaste-me com o teu jeito à um tempo atrás. Mas estes dias têm sido decisivos para consolidar a opinião que tinha sobre nós. Tens sido tão especial, nem te sei dizer o quanto, é que sinto-me tão bem quando estou perto de ti…
O teu perfume, está sempre presente, quer esteja contigo ou não. Talvez seja por tu também estares sempre presente em mim, mesmo que não esteja contigo.
Nunca me senti tão motivado por viver, e até por ir ao instituto…lol…, tu tens me feito um bem incomparável, dás-me animo para fazer tudo e principalmente para aquelas coisas que eu não tinha grande ênfase para fazer, tipo os hwk e etc… mas não vamos falar agora de escola não é?
Só tenho medo de uma coisa…é a minha “histeria da chatisse”. Será que não me estou a tornar um chato para ti? Sempre a falar contigo e a tentar estar algum tempo perto de ti. Eu tento jamais ser um chato, mas por vezes tenho dúvidas se estou a ser devidamente equilibrado…
Agora só espero que esta semana passe depressa para podermos estar algum tempo juntos fisicamente, pois tu estas sempre presente nem que seja em pensamento.
O que mais te posso dizer? A ti, que para as outras pessoas és “invisível”, pois talvez ninguém saiba quem és, mas eu sei que tu sabes… ou pelo menos desconfias. E espero que leias isto que eu escrevo apenas para ti, com o maior amor e carinho com que alguma vez poderei escrever. Como eu te adoro….
P.S.- Se puderes responde a pergunta se eu estou a ser um chato…por favor. Bjs Adrt.


Free Web Site Counter